sábado, 20 de dezembro de 2014

Novidades do Ministério Nilson Gomes

Olá! Graça e Paz da parte do Senhor nosso Deus e de nosso Mestre e Senhor Jesus Cristo. De antemão pedimos a compreensão de todos que tem acompanhado o nosso ministério, pela ausência das postagens e atualização do nosso blog, pois como é do conhecimento de alguns, passamos um ano e meio trabalhando arduamente no campo missionário no interior de Minas Gerais - mais propriamente na cidade de Divinópolis. Durante esse tempo nos aplicamos o máximo e, vimos nossas foças serem consumidas pelo árduo trabalho. Sendo assim nos limitamos a algumas coisas, como nos manter conectado e atualizando nossas publicações, agendas, textos, etc. Todavia, queremos com muita alegria informar a todos (a quem interessar) que, temos novos projetos para 2015 e, faremos o possível para compartilhar desses projetos trazendo assim as respectivas informações. Dentre outras coisas temos, um novo website, onde você poderá acompanhar melhor nosso ministério inteirando-se de nossa agenda, equipe, estudos, reflexões, mídias-cds dvds e livros, contato conosco para agenda e contatos outros, enfim uma serie de variedades. Aguardem e nos ajudem em oração, pois o maior objetivo do nosso ministério é contribuir com o Reino de Deus e anunciar o mistério de Deus, Cristo. No link de agenda neste blog já estamos disponibilizando algumas datas agendada em 2015, inclusive, apartir de Janeiro. Breve publicaremos mais agendas com maiores detalhes. Obrigado! Ministério Nilson Gomes

domingo, 24 de fevereiro de 2013

Minha visita ao sertão do Piauí

Por Nilson Gomes

Admira-me o fato, de um país como o Brasil que se diz está a caminho de país de primeiro mundo, fazer vistas grossas para os miseráveis que sofrem. Estou sem conseguir entender como tanta miséria pode está bem debaixo de nosso nariz, dentro de nossa própria casa, enquanto políticos se afundam a cada dia na corrupção. O Estado ignora os excluídos, o movimento evangélico embreia-se no egoísmo e individualismo. Pastores guerreiam entre si e vendem a “igreja” em nome do poder e do dinheiro, pregadores itinerantes que se intitulam “profetas de Deus”, prostituem a palavra, (e é claro que não generalizo, pois ainda acredito que há muita gente honesta, sincera e piedosa). Pregam um evangelho de barganha, buscam promover-se com um tipo de evangelho triunfalista, e com a teologia da prosperidade prometem falsas promessas, falsas vitórias, falsas bênçãos e até falsos milagres. Pra todo lado que olho, ainda vejo o olhar piedoso de cada mãe que visitei sem ter o leite para dá as suas crianças. Não consigo almoçar e não lembrar-me de que aproximadamente as 15h00min do dia 12 de Novembro de 2009 eu estava diante de uma mãe cercada por seis filhos que foram abandonados pelo pai em pleno sertão nordestino, sem ter o que comer. Ainda ouço nos meus ouvidos o pedido daquelas inocentes crianças me dizendo: "estamos com fome, o senhor nos trouxe alguma comida?”. Minhas perguntas são: Onde estão os que barganham a fé? (para ensinarem a este povo que eles têm que dá pra receber e só assim prosperarão. Dá? Dá o que? Boa pergunta!). Onde estão os pregadores do evangelho do triunfo, e os que propagandeiam a teologia da prosperidade, para distribuírem as chaves dos apartamentos e dos luxuosos carros a esses pobres miseráveis? Ou eles não merecem? Ou Deus escolheu só algumas pessoas das grandes capitais para entregar essas supostas e suspeitas prosperidades? Cadê os curandeiros para realizarem milagres nesses vilarejos e povoados pobres? Ou Jesus só cura os das cidades grandes? Será que o Jesus do Século XXI cansou de andar de jumento, e desistiu das aldeias e dos pobres? Onde estão os que brigam por poderes ministeriais? As ofertas missionárias, e as arrecadações que se fazem em nome desses miseráveis e as campanhas para os projetos dali ou de acolá onde estão? Será que é uma farsa? Assim como discursou Martin Luther King Jr. "Eu tenho um sonho" Digo como fazendo minhas as suas palavras. Hoje eu também tenho um sonho: que por cada vilarejo e povoado pobre desses, passe um bom samaritano, porque os Levitas e Sacerdotes estão cortando volta de lá. Meu medo é que eu esteja sendo um levita, ou sacerdote, ou qualquer outra coisa menos o samaritano. Temo está correndo o risco de ouvir: "Tive sede não me deste de beber, estive nu não me vestiste, estive doente não me visitaste, estive preso não foste me ver, tive fome e não me deste de comer. - Mas quando te vi nesta situação Senhor? Quando você deixou de fazer isto a um destes meus pequeninos, você deixou de fazer a mim. Aparta-te de mim não te conheço”.